{{menu_nowledge_desc}}.

CIFOR–ICRAF publishes over 750 publications every year on agroforestry, forests and climate change, landscape restoration, rights, forest policy and much more – in multiple languages.

CIFOR–ICRAF addresses local challenges and opportunities while providing solutions to global problems for forests, landscapes, people and the planet.

We deliver actionable evidence and solutions to transform how land is used and how food is produced: conserving and restoring ecosystems, responding to the global climate, malnutrition, biodiversity and desertification crises. In short, improving people’s lives.

A Comissão de Zoneamento Ecológico-Econômico: Acre, Brazil

Export citation

Pontos principais

  • O processo de Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE) do Acre surgiu no contexto do sucesso de um movimento popular apoiado pelo governo do estado.
  • Os organizadores e a maioria dos participantes do fórum de múltiplos atores (FMA) aprovaram um modelo de desenvolvimento sustentável dos recursos florestais. Isso facilitou a colaboração e equilibrou as relações de poder entre os participantes, resultando em uma alta percepção de equidade nos processos e resultados do FMA.
  • Diversos atores expressaram preocupação com a implementação dos resultados do FMA e seu impacto limitado na prática, sugerindo que a alta percepção de equidade não garante uma alta percepção da eficácia dos resultados. Essa percepção de eficácia também pode ser influenciada por instituições externas e fatores contextuais como alocação de recursos, vontade política, e forças de mercado.
  • No contexto do Acre, a realização do processo de ZEE utilizando um FMA em sinergia com outros mecanismos de governança, destinados a atingir a população em geral e respeitar a autonomia dos povos indígenas, parece ter melhorado a equidade e eficácia do processo de ZEE como um todo.

Download:

Related publications